Pesquisa
avançada
12782 joguetes

tu se acha o ardcór das parada?

Game ovo MSX sprites protagonistas
  • título da obra

  • flyer estilo call me

  • o jogo PERCY

  • mensagens psicóticas

  • psicodelia mp3 e sacanagem

  • a maquininha safada

  • clássico Banana & Chocolate, com Cicciolina e Moana

Arcadezinho até que interessante no melhor (?) estilo Tempest só que com umas frases piscantes meio esquisitas e artísticas no meio das fases, que fez certo sucesso aqui no fliperama da silva paes lá por 83 ou 84, mas que não durou muito tempo e que era descrito como "Quase tão bom quanto jogar Fantastic chapado." Assim como a afamada máquina da mulher-maravilha (Flash Gal, da Sega), logo tiraram do fliper e nunca pude jogar muito e o pouco que joguei fiquei com motion sickness, nunca entendi o hype.

Rejogando hoje percebo que ACABA O SONHO e o negócio não era mesmo o canal, não sei com o pessoal curtia tanto. Se bem que na real nem me lembro direito do jogo, acho que estava muito cansado de tanta bronha com o clássico banana & chocolate da Cicciolina quando fui jogar que deu sono, por isso não vou contar para vocês na íntegra a história de meu consideado amigo Antônio Chumanski, o popular Chupréu, mais tarde apelidado, após o advento da escolinha do professor raimundo, de Saicú. (Lembrei dele porque ele dava o cu pra caralho pro Polybius, quando o jogo apareceu só falava nisso e chegava a inventar fases que não existiam feito um baixinho continuão). Este colega tinha um expert da gradiente e adorava os jogos da série Ninja e mais ainda os filmes do Sho Kosugi, sendo os tais jogos da série ninja os seguintes, que na real não tinham nada a ver entrei si e eram até de companhia diferentes, nunca foram uma série:

1 - um jogo tosqueira que um ninjinha cabeção tinha que atirar shurikens em todos inimigos de uma tela fixa, com voz digializada toscamente, chamado pelos pirateiros simplesmente de Ninja. O interessante é que a voz digitalizada era totalmente incompreensível, era um urro no início do jogo e uma frase repetida mil vezes em tons diferentes no final, e o Chupréu inventou que era falado em italiano e que a frase inicial seria algo como "COMEGGIANDO" para indicar que o jogo estava começando. Não que tenha algum sentido uma frase em italiano num jogo japonês de ninjas.

2 - uma versão do jogo aquele do ninjinha cabeção com scroll horizontal que era vendido como Ninja 2 pela disprosoft, em que cada fase o ninja enfrentava inimigos com sprites diferentes. Como é mesmo o nome do original?

3 - Iga Ninpouten 2 da Casio (que realmente era vendido por aqui como ninja 3) e que era o melhor de todos.

4 - Candoo Ninja (o ninja 4).

O melhor de tudo era que o Chupréu se esforçava para interligar cada jogo com um dos filmes da também "série" de Ninja do Sho Kosugi, o Enter the Ninja (ninja 1), Revenge of the Ninja (ninja 2), Ninja 3 A Dominação e Ninja 4 Pray For Death. Era fascinante pra caralho ver ele criando com a mente a história das fases do Candoo Ninja, por exemplo, que não tinham nada a ver com as cenas do filme Pray For Death, pra fazer elas se encaixarem. O cara era meio demente e inclusive se matou em 1989 com o revólver do pai dele :(