Pesquisa
avançada
12787 joguetes
  • "Rise from your Grave" sem a voz. Ainda bem!!

  • 1ª transformação e um típico pulo oriental

  • Minha prima achava fofas as orelhinhas

  • Esquivando do chefão com bela pose

  • Segunda das três bestas presentes no jogo

  • Sem cenário e sem música... Tiveram pena de nós :)

Mais uma conversão ferrada de um famoso jogo de arcade pra Master System. Esse jogo muito me decepcionou na época que foi lançado. Eu infelizmente o comprei logo que saiu, pensando que poderia divertir ao menos metade do que era o do arcade.


Logo de cara já percebi que não tinha sido uma grande escolha, pois não é possível jogar de 2, que era o mais legal do original. Ao ir jogando, fui descobrindo as outras sacanagens como controle duro, menos fases, menos transformações e vozes que castigam. Só fui descobrir que o "AOU-A" que fala quando pega a bolinha é na verdade "Power Up" quando vi o nome dos sons em uma página por aí.


A história é a mesma ladainha de sempre: Algum dos vários dos senhores das profundezas resolveu sequestrar uma filha de algum dos vários senhores tirano-bonzinhos que OBRIGA-te, um dos vários único-heroi-capaz-de-lutar-contra-o-vilão, a salvar a mulherzinha e aproveitar e encarcá-la. Só que nesse a maquiagem, é de deuses mitológicos(?) e um heroi ressuscitado.


Os gráficos dos cenários são pobres, mas os bonecos são numerosos, grandes e bem desenhados. Só que pra conseguirem isso cortaram os fps de 60 pra 15 e os bonecos tem animação quase nula, ficando parecido com aqueles minigames que a própria Sega vendia, em que os personagens tinham no máximo 3 desenhos.


A jogabilidade é medíocre. Até que consigas pular apertando os dois botões e pra cima ao mesmo tempo e na hora certa no controle do master, a plataforma já passou ou o inimigo já te acertou. Alias, estes ficam imbecilizados quando você transforma pela primeira vez, pois todos morrem com um único golpe, sendo que a idéia do jogo original é que isso só deveria acontecer quando se transformasse em alguma das bestas. Apesar disso, o jogo não é fácil pois, aliados aos controles difíceis, a movimentação quebrada e a numerosidade dos inimigos complica bastante.


No final das contas, o jogo que já não é grandes coisas fica bem pior por ser naturalmente comparado com o do arcade. Mas apesar de mal feito e ser cheio de tosquisses, ele da pro gasto. E o do NES infinitamente inferior.